A aventura dos restaurantes inusitados

Fonte: divulgação

Comer não é somente o ato de mastigar, nutrir e/ou saciar as necessidades essenciais: é observar, cheirar, rir, lembrar, estranhar, viajar… Envolver todo esse ritual em uma atmosfera fora do lugar comum – a mesa de casa ou do restaurante tradicional – é um experimento à parte. Se você está disposto a fazer algo fora da rotina na sua viagem – e cheio de descobertas gastronômicas – separamos um tour com os restaurantes menos usuais da cidade <3:

Na prisão

Fonte: divulgação
Fonte: divulgação

Com capacidade para 52 pessoas, é localizado em um presídio chamado Bollate – o primeiro restaurante nesses moldes do país. Na entrada se passa por uma guarita, mas não precisa deixar documento, basta ter reservado: um hostess acompanha os clientes até as mesas, que possuem vista para o pátio. As janelas tem grades e os jogos americanos descartáveis usados no almoço são estampados com fotos de prisões na Itália e no mundo. A equipe é comandada por 1 maître, na sala e 1 chef, na cozinha – ambos renomados no segmento e não presidiários. Os 2 garçons, 2 cozinheiros ajudantes e 1 lava-pratos são detentos. Por conta do trabalho, eles terão um terço da pena descontada. O feedback é muito positivo, de satisfação – inclusive para a família dos detentos.
Uma cooperativa faz a seleção das pessoas, focada em quem tem ainda vários anos de pena para cumprir, com a ideia de garantir a continuidade do trabalho. A procura pelas vagas é alta e os requisitos dos candidatos são: não serem dependentes de álcool, droga e nem tomar remédios controlados. O salário inicial é 65% do salário mínimo italiano (conforme a função pode variar de 600 a 1.200 euros por mês). Nada é improvisado: a proposta é a evolução de um projeto formativo da cooperativa, que começou fazendo catering no presídio em 2004. Alguns parceiros entraram como reforço: uma rede de hotéis, serviços de consultoria legal/fiscal e algumas fundações. Cada um faz sua parte, inclusive o diretor do presídio, que abraçou a ideia. Podemos dizer que é uma reflexão contra o senso comum da pena e o que realmente esperamos de uma prisão  – a taxa de reincidência dos presos é super baixa, em torno de 17%.

Restaurante InGalera

Endereço: Via Cristina Belgioioso, 120.
Funcionamento: fecha aos domingos e no almoço das segundas-feiras.
Custo: para o almoço existem opções de menus combinados (acompanhados de água e café) e pratos individuais, que variam de 4 euros (acompanhamentos e sobremesas) a 14 euros / para o jantar os preços variam de 7 euros (doces) a 20 euros. A carta de vinho é ampla, com opções de todas as regiões italianas.
Reserva: obrigatória, por telefone 334 3081189 (das 9h30 às 11h e das 15h às 18h30).

No escuro

Fonte: grayisunderestimated.blogspot.it
Fonte: grayisunderestimated.blogspot.it

Comer no escuro, por escolha própria. É possível nesse restaurante que fica dentro do Istituto dei Ciechi, organizado pela associação Dialogo nel Buio. A ideia parece simples: em uma sala sem iluminação nem eletrônicos (esqueça o celular ou ipod), os clientes são acomodados por “guias” cegos – que os acompanha em tudo, inclusive na entrada do banheiro. Os desafios são diversos: testar a capacidade de adaptação, aguçar os outros sentidos (tato, olfato, paladar e audição), criando uma experiência que mistura interação e descoberta. O segredo é relaxar e sentir como reagimos em uma situação onde não temos controle, no escuro, sem saber onde estão as coisas visualmente – precisamos confiar 100% no guia.
Fora do lugar comum, propõe uma inversão de papéis: ser guiado por um cego, que conhece bem o espaço e é capaz de ler a realidade por meio de odores, vozes e movimentos. Uma lição de humildade e uma forma lúdica de mostrar a deficiência, com uma mensagem de que olhar e ver não são a mesma coisa. Uma experiência única, com o propósito de escaparmos um pouco da profusão de imagens que vivemos todos os dias, indo além da aparência imposta pelas hierarquias ou hábitos.

Restaurante Tratto Nero

Endereço: Via Vivaio, 7.
Funcionamento: aos sábados a partir das 19h30, mediante agenda e disponibilidade.
Custo: 50 euros por pessoa (percurso com refeição completa, do antepasto até sobremesa, incluso água e vinho).
Reserva: obrigatória, por telefone 027 7226210 ou e-mail segreteria.dialogonelbuio@istciechimilano.it.

No bonde

Fonte: lilimadeleine.com
Fonte: lilimadeleine.com

Um restaurante dentro de um bonde, criado pela ATM (empresa responsável pelos transportes em Milão). A noite inicia com os vagões iluminados estacionados na frente do Castello Sforzesco (são dois que saem pontualmente às 20h). Subindo a bordo primeiro se entra em um pequena ante-sala que serve como guarda-roupa: onde se pode deixar o casaco, guarda-chuva. etc. A atmosfera é retrô: luzes quentes, assentos acolchoados, toalhas brancas. São 24 lugares, organizados em 2 filas de mesas: 4 pessoas de um lado e 2 pessoas do outro. O espaço não é enorme, mas é cômodo e íntimo. As mesas são bem apresentadas: pães, petiscos e champagne, para começar. A cozinha não é a bordo, já que é um bonde antigo como uma infra-estrutura – nesse sentido – limitada. Por isso o menu não é à la carte, já que a escolha acontece no ato da reserva: são 3 opções de variações, seguindo as tradições da cozinha milanesa – carne, peixe e vegetariano. Todo esse mise-en-scène se desenvolve enquanto o bonde desfila lentamente pelo centro da cidade – passando por várias áreas – durante mais ou menos um percurso de 2 horas.

Restaurante ATMosfera

Endereço: Piazza Castello angolo Via Beltrami.
Funcionamento: todos os dias a partir das 19h45, mediante agendamento.
Custo: 70 euros por pessoa (percurso 4 pratos – antepasto, primeiro e segundo pratos, sobremesa – incluso água, vinho e café).
Reserva: obrigatória (de segunda-feira a sexta-feira das 14h às 19h), por telefone 024 8607607, e-mail atmosfera@atm.it ou online.

No Trem

Fonte: divulgação
Fonte: divulgação

Um pouco fora do perímetro urbano, em Rodano (na área de Segrate), se encontra esse novo bistrot, em um trem inglês dos primeiros anos do século XX. Apesar do ambiente sofisticado e do charme um pouco vintage, a atmosfera informal deixam os clientes bem à vontade. O serviço noturno funciona um pouco com a tarefa de transportar as pessoas no fascínio do famoso Orient Express. Por isso o menu muda frequentemente, inspirado em diversas culturas gastronômicas – passando por lugares como Casablanca, Londres, Paris, Berlim e Bombay. No entanto toda quinta-feira à noite a cozinha é com temática italiana, servindo pratos das tradições regionais da Lombardia.

Restaurante FuoriBinario

Endereço: Via Filippo Turati, Rodano.
Funcionamento: almoço, tarde (lanche e aperitivo) e jantar.
Custo: não divulgado.
Reserva: obrigatória, por telefone 380 7521812 -335 7768211 ou e-mail fuoribinariobistrot@gmail.com.

No cinema
*Para deixar gostinho de quero mais

O restaurante Anteo fará parte do novo Palácio do Cinema, localizado no histórico cinema homônimo. Com abertura prevista para o outono de 2017, será um complexo ambicioso com até 10 salas, duas arenas de cinema a céu aberto, laboratório criativo dedicado aos passeios escolares educativos, café literário, sushi bar e – finalmente – o primeiro exemplar de cinema-restaurante no país, com 20 lugares. Formato conhecido internacionalmente, o processo de restruturação/ampliação conta (o prédio já serviu de sede para partido fascista durante o regime totalitário para depois virar sede de partido comunista) com um total de mais de 5.000 mil metros quadrados (o investimento estimado é de 4 milhões de euros). Resta esperar e ver como será o serviço do restaurante durante as exibições, com as pessoas sentadas nas mesas – ao mesmo tempo assistindo e comendo. Para os amantes do puro cinema, no mínimo polêmico.

bibi

Posts Recomendados

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *